Tipo
Artigo de revista
Título
Fazendo arte na rua
Data
2013
Ementa

Resumo:O movimento graffiti tem sido reconhecido mundialmente por seu perfil atrevido de denúncia e de enfrentamento aos poderes e à moral hegemônicos. Por este motivo, e pelo modo como se realiza nas ruas - de forma sorrateira e não autorizada -, é taxado de conduta delituosa, sendo os atores sociais envolvidos em sua produção tidos como marginais tanto ao campo da arte quanto ao da política. Na Grande Vitória/ES houve um aumento visível das manifestações de graffiti nos últimos anos e assim surgiu o incômodo que move esta pesquisa. Nosso objetivo central aqui é analisar a construção da identidade do movimento graffiti nesta região a partir de sua relação com as noções de legalidade e legitimidade. Em termos metodológicos, realizamos um estudo etnográfico movido por observação participante, entrevistas com alguns membros do movimento e fotografias. Como principais resultados, entendemos que, para os artistas desta localidade, não se diferem graffiti e pixo, e também que a ilegalidade - ou a construção de novas noções de legalidade - é parte essencial da identidade deste movimento.

Classificação (CDDir)
341.5
 
DIREITO PÚBLICO [ 341 ]
» DIREITO PENAL [ 341.5 ]

Publicação: Texto - Português

 
2013
Revista de estudos criminais / Instituto Transdisciplinar de Estudos Criminais (ITEC).
   Imprenta: Porto Alegre, Notadez, 2001.
   Referência: v. 11, n. 51, p. 143–168, out./dez., 2013.
   Disponibilidade: Rede Virtual de Bibliotecas
   Localização:  AGU,  SEN,  STJ

2020-10-03T05:23:32.000Z [ 8938238 ]